Arquivo

Archive for the ‘Inovação’ Category

HackHealthTech 2021: Marília sedia evento internacional de inovação em saúde

Os serviços para a saúde humana têm sido altamente impactados pelos avanços tecnológicos nas áreas da inteligência artificial, big data, blockchain, realidade virtual e internet das coisas.

No mundo todo, os serviços e produtos de base tecnológica voltados para a categoria da saúde receberam mais de US$ 31,6 bilhões no primeiro trimestre de 2021. Esse volume é 23,9% superior ao quarto trimestre de 2020, quando o ecossistema internacional de startups de saúde levantou US$ 25,5 bilhões em aportes.

No Brasil, o mercado de healthtecs, startups voltadas ao setor de saúde, que desenvolvem tecnologias para otimizar todo o ecossistema, quebrou um recorde histórico de investimentos nos primeiros 3 meses do ano de 2021: mais de US$ 90 milhões investidos em startups de saúde nos primeiros dois meses do ano. Ou, para fins de comparação, esse valor corresponde a 85% de todo o volume investido em 2020. 

Neste contexto, buscando estimular e fomentar o desenvolvimento de inovações e startups na área da saúde no Brasil e em Portugal, acontece nos dias 07 e 08 de novembro, o HackHealthTech 2021, maior evento de âmbito internacional de inovação em saúde envolvendo instituições destes países.

O evento acontecerá simultaneamente em sedes no Brasil e em Portugal, nas cidades de Marília e Leiria, respectivamente. A sede brasileira presencial será na Universidade de Marília – Unimar e, em Portugal, o evento acontece presencialmente no Leiria Startup, hub de inovação ligado à Universidade Politécnico de Leiria.

Nesta edição do evento, importantes instituições brasileiras e portuguesas trarão desafios e oportunidades para os participantes nas áreas da telemedicina, tecnologias de acesso à informação, digitalização de processos e serviços de saúde, dispositivos médicos, gestão e prontuários eletrônicos do paciente, marketplace, jornada do paciente, entre outros.

Podem participar do HackHealthTech 2021 cidadãos brasileiros e portugueses ou imigrantes residentes em ambos os países, principalmente estudantes e/ou profissionais ligados às áreas da saúde, tecnologia da informação, biotecnologia e design.

O evento acontecerá em 2 fases. Na primeira fase no dia 09 de outubro, acontece um seminário online onde especialistas da área de inovação em saúde e instituições do Brasil e Portugal apresentarão desafios e oportunidades de soluções e inovações na área da saúde.

Na segunda fase nos dias 06 e 07 de novembro, acontece o hackathon, maratona de desenvolvimento de soluções, na qual, a partir dos desafios apresentados na primeira fase, os participantes reunidos presencialmente ou de forma online em equipes desenvolvem uma solução para os problemas propostos. O processo consiste na ideação, criação de um protótipo da solução e apresentação do projeto para uma banca de avaliação, formada por profissionais de saúde, empresários da área e investidores.

Os participantes contarão com o apoio de mentores nas áreas de Tecnologia da Informação, Marketing, Negócios, Inovação e Empreendedorismo, Saúde e Direito, que acompanharão o desenvolvimento das soluções durante o hackathon.

Durante o hackathon, as equipes poderão participar de forma online ou presencial nas sedes do Brasil e de Portugal. No total, serão distribuídos mais de R$ 50.000,00 em premiação e apoio para aceleração dos projetos para as melhores propostas.

As inscrições para o HackHealthTech 2021 serão abertas a partir do dia 09 de outubro. Para conhecer mais sobre o evento e se inscrever para a primeira fase, acesse o site do evento: www.hackhealthtech.com.br.

O HackHealthTech 2021 tem o apoio das seguintes instituições: Religare Innovation Lab, Universidade de Marília, Startup Leiria, Bluefields Aceleradora, Secretaria Municipal de Saúde de Marília, Hospital Beneficente Unimar, Unimed de Marília, Politécnico Leiria, S4Med e Hitachi.

HackHealthTech 2021

  • Seminário Online de Oportunidades e Desafios: 09 de outubro.
  • Inscrições para o hackathon: 09 a 31 de outubro.
  • Hackathon: 06 e 07 de novembro.
  • Divulgação dos resultados e premiação: 08 de novembro.
  • Site do evento para informações e inscrições (gratuitas): www.hackhealthtech.com.br
Categorias:Eventos, Inovação

Palestra Formação Jurídica para a Era Digital

Palestra ministrada no CONPEDI 2021.

Governo de SP reconhece Marília como primeiro Cluster de Alimentos do Estado

O credenciamento do Arranjo Produtivo Local de Alimentos inclui oficialmente a indústria alimentícia de Marília e região no Programa de Fomento aos APLs Paulista.

Com a oficialização do APL Alimentos de Marília, a cidade se torna a primeira e única a ter o reconhecimento de cluster da indústria de alimentos no estado de São Paulo.

A elaboração do projeto de solicitação do credenciamento do APL foi realizada pelo Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília, ambiente de inovação mantido pelo Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM, com o apoio do CIESP Alta Paulista, do APL TI Marília e das indústrias de alimentos da região de Marília. O projeto foi enviado para o edital anual de chamamento público objetivando o processo de reconhecimento e recadastramento de Arranjos Produtivos Locais do Governo do Estado.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, Pró-reitor de Inovação e Desenvolvimento Institucional do UNIVEM e responsável pelo projeto, explica o conceito de Arranjo Produtivo Local. “Um APL ou cluster empresarial é um conjunto de agentes de natureza diversa, que participam nas tarefas principais de uma aglomeração produtiva, o que inclui empresas produtoras (de um produto/serviço de um setor específico) e fornecedoras, centros de pesquisa, agentes do governo, instituições do terceiro setor, universidades, entre alguns exemplos), que tenham uma governança e evidenciam relações de cooperação e aprendizado constantes em um determinado território. Esses fenômenos ocorrem em um recorte do espaço geográfico constituído pelo agrupamento de agentes de interesses que consolidam uma identidade coletiva e demonstram a capacidade de promover o desenvolvimento local, estabelecendo parcerias e compromissos para manter e especializar os investimentos de cada um dos agentes no arranjo e seu entorno”.

Segundo o Prof. Elvis, a cidade passa a contar agora oficialmente com dois polos vocacionais reconhecidos pelo Governo Estadual e Federal. “Submetemos também o projeto de recredenciamento anual do APL de Tecnologia da Informação de Marília e que também foi aprovado, assim, Marília e região passam a contar com dois clusters oficiais, que fortalecem ainda mais o setor produtivo regional, impulsionando o desenvolvimento econômico, com atração de investimento e geração de emprego e renda”, explica o Prof. Elvis, coordenador do APL TI Marília.

Agora Marília está oficialmente no radar estadual e nacional das políticas públicas de fomento aos clusters, o que possibilita novos investimentos públicos para o setor em toda região por meio do Programa de Fomento aos APLs Paulista do Governo Estadual e do Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais do Ministério da Economia.

Segundo o diretor do CIESP Alta Paulista, Chikao Nishimura, a indústria de alimentos de Marília e região representa um importante vetor de desenvolvimento regional, gerador de riqueza e emprego para o centro-oeste paulista. “A região de Marília mostra a décadas sua vocação incontestável para a produção de alimentos, com a presença de empresas de grande expressão no mercado brasileiro e no exterior. O cluster de alimentos de Marília conta com mais de 350 empresas que geram mais de 22 mil empregos diretos e indiretos. Destaca-se também a exportação para os cinco continentes que representa um faturamento acima de 240 milhões de reais anualmente, representando 78% das exportações do município”, destaca Chikao Nishimura.

Para o Reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, o reconhecimento formal do APL de Alimentos de Marília destaca ainda mais o protagonismo do município no país. “Somando-se ao APL de Tecnologia da Informação que temos desde 2016, com o credenciamento do cluster de alimentos junto ao Governo Estadual e Federal, Marília solidifica seu ecossistema de inovação e empreendedorismo e acelera o processo de credenciamento definitivo do Parque Tecnológico, consolidando suas principais áreas de vocação”, celebra o Reitor.

Entre os benefícios que um APL traz para as empresas, está o financiamento de projetos estratégicos. Outra vantagem é incentivar a troca de informações entre as próprias empresas, com as entidades de classe, governos e instituições de ensino e pesquisa.

Categorias:Inovação Tags:

MBA em Transformação Digital em Marília

mba_TD.jpg

UNIVEM firma parceria de inovação com maior fabricante mundial de eletrônicos

A Foxconn, empresa com sede em Taiwan e maior fabricante de componentes eletrônicos e de computadores no mundo, firmou parceria com o Centro Universitário Eurípides de Marília – UNIVEM, para execução de projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) nas áreas da Indústria 4.0 e da Transformação Digital.

A empresa multinacional com mais de 1,5 milhões de funcionários no mundo tem sua produção baseada em contratos com outras grandes empresas de tecnologia. Entre seus produtos mais famosos, ela fabrica o Mac mini, iMac, iPod, iPad e o iPhone da Apple Inc.; placas mãe baseada nos chips da Intel para Intel Corp.; vários outros componentes para empresas internacionais como Dell e Hewlett-Packard (HP); PlayStation 2, PlayStation 3 e PlayStation 4 da Sony; o Wii da Nintendo; o Xbox 360 da Microsoft, telefones celulares da Motorola.

Nesta parceria, os projetos de inovação demandados pela Foxconn são desenvolvidos por professores, pesquisadores e alunos dos cursos das áreas de Computação, Tecnologia da Informação e Engenharia, além de startups sediadas no Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília, ambiente de empreendedorismo e inovação mantido pelo UNIVEM.

Segundo o Pró-reitor de Inovação e Desenvolvimento Institucional do UNIVEM, Prof. Dr. Elvis Fusco, o UNIVEM é credenciado ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), como a única instituição de ciência e tecnologia da região, habilitada para execução de projetos de PD&I com a indústria de transformação utilizando recursos da Lei Federal de Informática. “Essa habilitação com o MCTIC e a expertise e protagonismo que mantemos no interior de São Paulo na área da inovação tecnológica fazem com que grandes indústrias multinacionais como a Foxconn escolham o UNIVEM e nosso centro de inovação para liderar projetos nas áreas da Indústria 4.0 e da Transformação Digital.”, explica o pró-reitor.

“Parcerias tecnológicas como essa permitem que nossos alunos tenham acesso ao que há de mais atual em projetos de inovação no mundo e ampliam de forma exponencial sua formação, agregando um portfólio de experiências profissionais ainda durante a graduação que nenhuma outra instituição de ensino do Estado de São Paulo oferece.”, conclui Elvis Fusco.

O UNIVEM tem se destacado nos últimos anos como a maior instituição de ensino do Estado de São Paulo a utilizar a inovação tecnológica e o empreendedorismo como pilares de formação, além da Foxconn, grandes empresas como a Nestlé, Boa Vista Serviços, RCG, Locaweb, entre outras, escolheram o centro de inovação do UNIVEM para execução de projetos de inovação.

O Centro de Inovação Tecnológica de Marília – CITec-Marília, o Centro Incubador de Empresas de Marília – CIEM e o InnovaSpace Coworking  são ambientes formais de empreendedorismo e inovação mantidos pelo UNIVEM, credenciados ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, posicionam o UNIVEM como única instituição do estado a oferecer um modelo de formação superior baseado no empreendedorismo, na inovação tecnológica e na Transformação Digital, que coloca à disposição do alunos de todos os seus cursos, oportunidades de emprego dentro do próprio campus, de empreender negócios digitais e startups e participar de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação com grandes empresas do país e do mundo. Além de oportunidades para os alunos, esses projetos dão oportunidade para as startups criadas por alunos instaladas no CITec-Marília e no InnovaSpace Coworking do UNIVEM.

Sobre a Foxconn

O grupo tecnológico Foxconn é o principal fornecedor de design, desenvolvimento, manufatura, montagem e serviços de pós-venda para líderes globais de computadores, comunicação e entretenimento. A Empresa não é apenas a maior, com unidades de negócio em toda a Europa, Américas e Ásia, mas também a multinacional que cresce mais rápido em prestação de serviços no mundo, incluindo CEM, EMS, ODM e CMMS. Como maior fabricante 3C (Computadores, Comunicações e Consumos Eletrônicos) do mundo e maior exportador da China, a companhia foi responsável por 5,9% das exportações na China no ano de 2011 e foi classificado como maior exportador do país durante 10 anos consecutivos.

Vestibular 2020 UNIVEM

As inscrições para o Vestibular 2020 UNIVEM estão abertas. Além dos cursos tradicionais, para 2020, o UNIVEM traz os cursos de Engenharia de Computação, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Biotecnologia, Nutrição, Publicidade e Propaganda, Design de Mídias Digitais, Produção Industrial e Ciência de Dados. Acesse o site www.univem.edu.br e agende sua prova.

Categorias:Inovação, Pesquisa

Chamada de trabalhos: Journal on Advances in Theoretical and Applied Informatics (JADI)

O periódico Journal on Advances in Theoretical and Applied Informatics – JADI, produzido pelo COMPSI (Computing and Information Systems Research Lab), laboratório e centro de pesquisa vinculado aos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM – www.univem.edu.br), está com chamada aberta para a publicação de artigos em seu próximo número (previsto para S1/2019).

JADI é uma publicação científica com o objetivo de contribuir com o avanço de áreas correlatas à Informática em geral, promovendo a disseminação de informações técnico-científicas produzidas por pesquisadores e profissionais de grandes centros nacionais e internacionais.

O periódico objetiva ainda se manter como uma publicação internacional de alta qualidade, visibilidade e abrangência, apresentando artigos científicos que representam o estado da arte em aspectos práticos e teóricos de temas relevantes e atuais em Tecnologia da Informação, Gestão, Ciência da Computação, Sistemas de Informação e Ciência da Informação.

A revista tem sua periodicidade semestral e os artigos desse novo número podem ser obtidos no website da revista: www.univem.edu.br/jadi.

A submissão de artigos é aberta em fluxo contínuo.

De forma geral, a JADI publica pesquisa teórica e aplicada dos seguintes temas:

  • Novosmodelos, arquiteturas, metodologias e frameworks de design de software;
  • Engenharia de software orientada a modelos;
  • Métodos para segurança, manutenção e confiabilidade em software;
  • Arquitetura da Informação;
  • Recuperação da Informação;
  • Coleta e Mineração de Dados;
  • Análise e Ciência de Dados;
  • Arquiteturas de software e metodologias orientadas a qualidade;
  • Novas ferramentas e ambientes para software;
  • Engenharia de software pervasivo, móvel e ubíquo;
  • Software embarcado ou distribuído;
  • Sistemas de tempo-real, dinâmicos, automação e críticos;
  • Abordagens de inteligência artificial e sistemas autônomos;
  • Sistemas de tomada de decisão e ferramentas de suporte;
  • Sistemas, métodos e modelos de gestão de dados, informação e conhecimento;
  • Gestão da qualidade de dados, informações e conhecimento;
  • Gestão de sistemas de informação;
  • Gestão da informação e inteligência competitiva;
  • Sistemas colaborativos e interação humano-computador;
  • Arquiteturas de agentes, multi-agentes, ontologias, linguagens e protocolos;
  • Ferramentas, aplicações e ambientes WEB;
  • Estudos de caso e tecnologias emergentes;
  • Inovação em tecnologia da informação.
Categorias:Inovação, Pesquisa

Vaga para Bolsista FAPESP TT-IV: Desenvolvedor Full-Stack Mobile

IMG-20190515-WA0006.jpg

Vaga para Bolsista FAPESP TT-II: Desenvolvedor

IMG-20190515-WA0005.jpg

Cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem entre os melhores do país, segundo o MEC

O Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), divulgou nesta terça-feira (18/12) o resultado das avaliações e apresenta as notas dos principais indicadores de qualidade e desempenho dos cursos superiores no país.

O principal indicador de cursos é o Conceito Preliminar de Curso (CPC) composto por oito componentes, agrupados em quatro dimensões que se destinam a avaliar a qualidade dos cursos de graduação.

WhatsApp-Image-2017-10-09-at-2.16.00-PM.jpeg

Coworking de startups para alunos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação

Os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação do Univem obtiveram nota 4 e estão entre os melhores cursos da área de Computação do país. No estado de São Paulo nenhum curso obteve conceito melhor que os cursos do Univem. As notas variam de 1 a 5, sendo que 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, explica que os cursos do Univem estão classificados entre os 20% melhores cursos do país. “Nossos cursos se destacam na formação de profissionais preparados para atuar tanto no mercado de Tecnologia da Informação, na pesquisa científica, na docência do ensino superior, como empreendedores de negócios inovadores. O diferencial de formação é percebido na atuação de cada egresso dos cursos e agora o MEC também comprova e atesta a qualidade dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, que nos coloca no mesmo nível de desempenho das melhores universidades públicas do Brasil.”, comemora o coordenador.

Segundo a Profa. Dra. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de graduação do Univem, uma visão didático-pedagógica diferenciada, docentes de alta titulação e investimento em infraestrutura, inovação, empreendedorismo e pesquisa científica colocam os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem na lista dos melhores do país. “O Univem desfruta de uma sólida reputação no que se refere à área de Computação e Tecnologia, exemplo disso é que o curso de Ciência da Computação completou 20 anos em 2018. Hoje, estes dois cursos são os únicos bacharelados na área a obterem esse indicador de qualidade na região”, destaca.

A pró-reitora do Univem também menciona outro fator de destaque da avaliação do MEC. “Os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem ficaram em primeiro lugar nas dimensões Organização Didático-Pedagógica, Infraestrutura e Instalações Físicas e Oportunidades de Ampliação da Formação entre as instituições do estado de São Paulo e entre os 10 melhores incluindo todas as instituições do país.”, informa a Profa. Raquel.

Para o reitor do Univem, Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares, o preparo do discente para a atuação no mundo competitivo e globalizado é outro ponto essencial que diferencia os cursos do Univem. “Essa conquista se deve a um conjunto de fatores, temos uma seleção de professores capacitados e com vivência de mercado, projetos pedagógicos modernos e atualizados, infraestrutura tecnológica única que incluem ambientes de inovação e empreendedorismo digital inseridos no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, possibilitando que nossos alunos sejam aprovados nos melhores mestrados e doutorados do país da área de Computação, desenvolvam empreendimentos de base tecnológica que são hospedados na própria estrutura da instituição e, por fim, estejam nos melhores cargos do mercado de Tecnologia da Informação das principais empresas do país.”, comemora.

Acompanhe a seguir alguns dos diferenciais que os alunos dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem têm à disposição no apoio à formação profissional e acadêmica, que contribuíram para o excelente desempenho na avaliação do MEC:

Elvis Fusco complementa a fala do reitor do Univem, destacando que anualmente alunos formados nos cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Sistemas de Informação obtêm altos rendimentos no POSCOMP – Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação, e são admitidos em cursos de mestrado e doutorado em instituições como Usp, Unesp, Unicamp, UFSCar, entre outras, reforçando a importante formação acadêmica oferecida pelo Univem.

Pesquisa de pós-doutorado de professor do Univem é referência sobre Ecossistemas de Inovação

“Especificar uma arquitetura informacional computacional dos principais atores dos Ecossistemas de Inovação do Brasil”, esse foi o objetivo da pesquisa de pós-doutorado em Ciências da Informação do Prof. Dr. Elvis Fusco, professor e coordenador  dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem.

O Prof. Elvis Fusco, que também coordena os ambientes de inovação mantidos pelo Univem, o Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITec-Marília) e o Centro Incubador de Empresas de Marília (Ciem),  concluiu recentemente o Programa de Pós-Doutorado no Departamento de Informação e Cultura da Universidade de São Paulo – USP, com a supervisão do Prof. Dr. Marcos Luiz Mucheroni, apresentando um mapeamento da atuação dos principais ambientes de inovação que compõem os ecossistemas de inovação no Brasil.

Elvis explica que os ecossistemas de inovação são tipicamente caracterizados por uma economia de conhecimento ativa, que compreende atividades de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) e atividades de inovação acadêmica, pública e de negócios com comercialização efetiva e todas apoiadas por mecanismos flexíveis de políticas públicas. Além disso, os ecossistemas de inovação bem sucedidos precisam de uma cultura de inovação baseada na interação, no aproveitamento de oportunidades e adaptação a mudanças internacionais.

elvis

Prof. Elvis Fusco em visita técnica no Parque Tecnológico de Madrid

Neste contexto, durante o programa de pós-doutorado, o professor foi convidado para palestrar em universidades e parques tecnológicos da Itália, Espanha e Uruguai para apresentar os resultados da pesquisa. “O modelo brasileiro de ambientes de inovação apresentado na pesquisa gerou a demanda por palestras e visitas em universidades e parques tecnológicos da Europa, América do Sul e China. Nestas visitas, além de compartilhar informações dos ecossistemas de inovação do Brasil, estabelecemos parcerias entre os ambientes de inovação de Marília e esses outros países”, explicou Fusco.

Vale lembrar que os ambientes de inovação de Marília, credenciados no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, são referência para as demais cidades do estado de São Paulo.

Elvis lembra que o Brasil ocupa somente a posição 64ª no ranking mundial de inovação elaborado pela Universidade de Cornell, pela escola de negócios Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) e de acordo com ele, “a pesquisa desenvolvida durante o programa de pós-doutorado gerou diversas publicações nacionais e internacionais que devem ampliar a literatura sobre a temática da inovação e possibilitar a ampliação da cultura de inovação tecnológica no país, chamando a atenção da sociedade para a importância do empreendedorismo e da inovação”, concluiu o Prof. Elvis.