Arquivo

Posts Tagged ‘Vestibular’

Alunos do Colégio Água Viva vencem a 5ª Olimpíada de Informática do Univem

O Univem (Centro Universitário Eurípides de Marília) realizou neste sábado (12/08) a 5ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio. Promovido pelo cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, com o apoio da ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), o evento tem o propósito de inspirar alunos de ensino médio e técnico da rede pública e privada para as carreiras na área de Tecnologia da Informação (TI), bem como, descobrir talentos para a área.

6.jpg

Alunos do Ensino Médio participam da Olimpíada

O evento tem como principal objetivo apresentar o universo da programação de computadores e identificar talentos para a área, tendo em vista o déficit de profissionais que, segundo a Brascomm – Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, até 2020, o setor de tecnologia vai abrir 750 mil novos postos em todo o país.

Segundo o coordenador dos cursos de Ciência da Computação Sistemas de Informação do Univem e presidente da ASSERTI, Prof. Dr. Elvis Fusco, de acordo com a empresa de consultoria e pesquisa de mercado Gartner, o mercado de TI deve crescer 2,9% em 2017, se consolidando entre os dez setores com mais investimentos até o fim do ano. ”O mercado de TI é uma das áreas que tem passado com folga pela crise vivida no país, muitas empresas continuam contratando e essa é uma grande oportunidade para os jovens do país, dados da Brasscom, o mercado nacional emprega 1,3 milhão de trabalhadores. Para 2017, a projeção de crescimento é de 20% a mais do que esse número”, explica o coordenador do evento.

Para participar da competição, o Univem ofereceu de 17 a 28 de julho um curso de férias de programação de computadores para capacitar os participantes que ainda não conhecem programação. No período de 31 de julho a 11 de agosto, os alunos participaram de um treinamento para a competição, em que foram capacitados para participar da competição que acontece neste sábado.

Segundo o coordenador do evento, foram mais de 180 participantes durante os treinamentos, neste sábado em torno de 60 participantes participaram da competição.

Os melhores colocados receberão como premiação treinamentos de Formação em Desenvolvimento para Dispositivos Móveis Android e IOS e um curso de Arduíno. Segundo Elvis Fusco, os primeiros colocados ganharão um Kit Arduino para poderem participar do curso. “Além de revelar grandes talentos para atuar futuramente na área, após os cursos de formação, a iniciativa vai também encaminhá-los para estágio em empresas associadas à ASSERTI para continuar a se desenvolver dentro do setor”.

Neste ano, os alunos do 1º ano do Ensino Médio do Colégio Água Viva, João Marcos Cardoso da Silva e Diego Kazuo Kido de Oliveira foram os vencedores da competição. A cerimônia de premiação acontece no dia 13 de setembro, durante a X Semana de Tecnologia da Informação do Univem.

8.jpg

Diego Kazuo Kido de Oliveira e João Marcos Cardoso da Silva, alunos do Colégio Água Viva, vencedores da competição

A lista com todos a colocação dos competidores e suas respectivas premiações está disponível no site do evento: www.univem.edu.br/olimpiada2017.

5ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio

Cursos de Computação e Sistemas de Informação do Univem recebem visita de alunos do ensino médio

Nessa manhã de quinta-feira (30/03), cerca de 90 alunos do ensino médio da escola Waldemar Moniz da Rocha Barros visitaram o Univem com o objetivo de conhecer mais sobre os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas da Informação.

Nessa visita, os alunos participaram de uma palestra realizada pelo Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos, que mostrou as áreas de formação e as oportunidades profissionais disponíveis aos alunos dos cursos de Tecnologia da Informação (TI) do Univem. Para mostrar na prática tais oportunidades, o Prof. Dr. Fábio Dacêncio contou um pouco de suas trajetória profissional, de bacharel em Ciência da Computação no Univem ao doutorado realizado na Usp de São Paulo, atualmente Fábio é professor dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação e coordenador do Núcleo de Pesquisa e Extensão do Univem.

FotoJornal

Alunos da Escola Waldemar Moniz visitam o Univem

Um dos pontos altos da visita foi a palestra do Prof. Dr. Allan Cesar Moreira de Oliveira, líder do grupo de jogos (Univem Game Dev) que mostrou as atividades desenvolvidas pelo grupo e que atraiu grande atenção dos alunos do ensino médio.

Além dos professores, alunos bolsistas CNPq e Fapesp que desenvolvem projetos de iniciação científica no Laboratório de Pesquisa dos cursos (Compsi – Computing and Information Systems Research Lab), Jordan Ferreira Saran, Monique Elen Fernandes Altero, Renato Gonçalves Rodrigues,Thiago Gonçalves da Costa e Valdir Pereira Junior apresentaram suas pesquisas e experiências que incluem a ida a eventos internacionais, experiência como empreendedores em startups criadas no Centro Incubador de Empresas de Marília (Ciem), mantido pelo Univem e atividades acadêmicas que participaram durante o curso.

A Profa. Lucia Helena Gerdullo, responsável pela visita, justificou a escolha do Univem para trazer os alunos do ensino médio, citando o fato que a instituição é reconhecida como o melhor centro educacional na formação na área da Computação e Tecnologia da Informação. “Além de conhecer as inúmeras atividades acadêmicas e profissionais que os alunos têm contato nos cursos, o Univem abre diversas portas para os alunos no mercado de trabalho, no âmbito da pesquisa científica e no empreendedorismo”.

A professora lembra que um dos objetivos da visita é também firmar uma parceria com os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem para o desenvolvimento de projetos na área de automação e robótica utilizando a tecnologia Arduino. “Trabalhamos com nossos alunos do ensino médio o uso dessas tecnologias, pois acreditamos que possam despertar interesse para as áreas de TI e engenharia e melhorar a qualidade de ensino e aprendizagem nas disciplinas de exatas.”, complementou a professora.

O Prof. Dr. Elvis Fusco destaca que, atualmente, a cidade de Marília é reconhecida como uma entre as cinco cidades referências em TI no estado de São Paulo, tendo um APL de TI reconhecido pelo governo e um parque de empresas que demandam um alto número de profissionais qualificados. “Essa aproximação com os alunos do ensino médio é importante para o esclarecimento sobre a área de TI e tem como objetivo atrair futuros talentos para a área”.

O coordenador do Univem lembra que em junho começam as inscrições para a 5ª Olimpíada de Informática para Alunos do Ensino Médio, competição que treina estudantes das escolas públicas e privadas do ensino técnico e médio na programação de computadores para que eles possam participar da competição. “Em 2016, tivemos quase 200 participantes e neste ano a meta é alcançarmos 300 estudantes do ensino médio. Hoje, aproveitamos e convidamos  os alunos que realizaram a visita para a próxima Olimpíada e também para os demais eventos que acontecerão ao longo do ano como o próximo Festival Latinoamericano de Software Livre (Flisol) que acontece em abril e a X Semana de Tecnologia da Informação em setembro”, conclui o coordenador.

Vestibular Agendado 2017 Univem

BannerVestibular.jpg

Alunos de Sistemas de Informação publicam em Simpósio Internacional

Com o objetivo de desenvolver uma ferramenta de reconhecimento de voz utilizando estudos apresentados pelo Atlas Linguístico do Brasil – ALiB, com a finalidade de gerar um banco de dados contendo um conjunto de comandos por voz que contemple as características fonéticas das variantes do Português do Brasil, os alunos do 2º ano do curso de Sistemas de Informação do Univem, Marcelo de Souza da Silva dos Santos e Valdeir da Silva Neto, sob orientação do Prof. Ildeberto Bugatti, apresentaram o trabalho “Estudo De Ferramentas de Reconhecimento e Comandos por Voz para Português do Brasil” durante o VI Simpósio Internacional de Ensino de Língua Portuguesa, evento que aconteceu na cidade de Uberlândia entre 19 e 21 de outubro.

sielp

  Prof. Ildeberto Bugatti e os alunos de Sistemas de Informação, Marcelo de Souza da Silva dos Santos e Valdeir da Silva Neto.

O SIELP – Simpósio Internacional de Ensino de Língua Portuguesa – é um evento acadêmico-científico que objetiva promover reflexões em torno do ensino de Língua Portuguesa, tornando possível o diálogo entre pesquisadores brasileiros e com pesquisadores de instituições estrangeiras. Configura-se, portanto, como mais um momento de discussão e circulação de ideias e de trabalhos que fundamentam as principais linhas de pesquisa relacionadas ao ensino de Língua Portuguesa.

O Prof. Ildeberto Bugatti, professor dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, lembra que o trabalho é fruto de pesquisas desenvolvidas no âmbito da iniciação científica que é estimulada desde o 1º ano nos alunos  de Ciência da Computação e Sistemas de Informação.

Bugatti, que é o orientador do projeto de pesquisa, destaca a relevância do tema: “Embora haja várias tecnologias para reconhecimento e comandos por voz disponíveis no mercado, muitas aplicadas a sistemas de controle de processos e automação como aquelas presentes em computadores portáteis – smartphones, tablets, notebooks – ou embarcados – indústria automobilística, poucas utilizam técnicas de reconhecimento de voz aplicadas especificamente para o Português do Brasil, fato que gera problemas quando da utilização dos comandos: fabricantes e montadores de mobiles ou veículos dotados de sistemas com comados de voz no Brasil têm dificuldades em considerar todas variantes linguísticas para que o equipamento funcione de modo adequado com proprietários de qualquer região do país”.

A publicação e participação dos alunos e do professor orientador teve o apoio do COMPSI – Computing and Information Systems Research Lab, laboratório de pesquisa mantido pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem que estimula o desenvolvimento de pesquisas científicas e tecnológicas que possibilitam a formação ampliada dos alunos e apoia a participação e publicação dos resultados de pesquisas em eventos nacionais e internacionais.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, lembra que este ano os alunos já tiveram publicações internacionais nos eventos:

  • 8th International Conference on Applied Human Factors and Ergonomics (USA);
  • 18th International Conference on Human-Computer Interaction (Canadá);
  • IoTBD, International Conference on Internet of Things and Big Data (Itália);
  • 4th WorldCist – World Conference on Information Systems and Technologies;
  • 22nd Iberchip Workshop;
  • 11th International Conference in Digital Information Management (Portugal);
  • AHFE 2016 International Conference on Safety Management and Human Factors (USA).

Mais informações sobre as pesquisas e publicações dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem podem ser obtidas no site www.compsi.univem.edu.br.

A melhor formação superior em Computação e Tecnologia da Informação é no Univem

Polo de TI de Marília é reconhecido como APL pelo Governo de SP

Evento de lançamento oficial ocorre nesta terça (27/09)

apltimarilia.png

O Governo do Estado de São Paulo reconheceu oficialmente a cidade de Marília como polo de Tecnologia da Informação com o credenciamento do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília) à Rede Paulista de Arranjos Produtivos Locais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (www.desenvolvimento.sp.gov.br/lista-de-apls).

Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) são concentrações de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com outras entidades públicas e privadas.

Segundo Juliana Arnaut de Santana, diretora técnica responsável pelo Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais, uma das vantagens do APL é facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial, mercado, processo, produtos e linhas de financiamento, visando ao seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo. Outra vantagem é incentivar a troca de informações entre as próprias empresas, com as entidades de classe, governos e instituições de ensino e pesquisa. Essa interação entre as empresas aprimora suas vantagens competitivas, vislumbrando um cenário de estratégias de crescimento e desenvolvimento e não mais de concorrência predatória.

A elaboração do projeto de solicitação do credenciamento foi realizada pela Asserti (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) e protocolada na Coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial do Governo do Estado em 25 de agosto de 2016. A partir deste credenciamento, a Asserti passa a ser a entidade gestora que exerce a governança do APL de TI de Marília.

Para solicitar o credenciamento, a Asserti elaborou projeto que demonstra a existência de um aglomerado de empresas de TI localizadas na região de Marília que apresentam uma especialização produtiva e mantém vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si, isso inclui parcerias com a Prefeitura, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa e entidades representativas.

Reconhecido pelo Governo do Estado do São Paulo como Arranjo Produtivo Local em 06 de setembro de 2016, o Polo de Tecnologia da Informação de Marília é apontado como referência em organização, sinergia e prospecção de investimentos, especialmente por meio das articulações entre poder público, instituições de ensino, empresários.

O Prof. Dr. Elvis Fusco, presidente da Asserti, explica a importância da conquista: “com o credenciamento do APL TI Marília, as empresas poderão se beneficiar das oportunidades que serão geradas pela Rede Paulista de APLs, independentemente de ser ou não associadas da Asserti. Por meio do APL, vamos ampliar a aceleração do desenvolvimento econômico local e regional, além de destacar as empresas de TI da região e torná-las ainda mais competitivas”.

Entre os benefícios permanentes do reconhecimento, estão o acesso a projetos e recursos dos órgãos que compõem a Rede Paulista de APLs e a habilitação do APL para utilizar recursos priorizados no Orçamento do Estado para Arranjos Produtivos Locais.

“Com este reconhecimento formal, nosso município passou a integrar um grupo de elite no cenário da Tecnologia da Informação no estado de SP, considerando que dentre os 645 municípios paulistas somente 5 cidades possuem o reconhecimento oficial de APL na área de Tecnologia da Informação”, destaca Elvis.

Outro fato relevante é que no Centro Oeste Paulista, Marília é única cidade que possui um APL reconhecido e credenciado seja em qualquer área industrial. Tal fato se deve ao intenso trabalho da equipe de pesquisadores, da organização e atuação das empresas associadas da Asserti e da Prefeitura de Marília, trabalhando de forma sinérgica na busca de melhores resultados competitivos para os empresários que optam por investir em Marília.

O lançamento oficial do APL TI Marília acontece nesta terça (27/09) às 10h30 no Auditório Shunji Nishimura do Univem com a participação de representantes das empresas de TI da região, da Asserti, da Prefeitura de Marília, do CIESP, da ACIM, do SEBRAE e convidados.

O evento é aberto ao público, para mais informações acesse www.asserti.org.br ou pelo telefone: (14) 2105-0800 Ramal 354.

Serviço:

  • Evento: Lançamento Oficial do APL TI Marília
  • Data: 27 de setembro
  • Horário: 10h30
  • Local: Auditório Shunji Nishimura (Campus do Univem)
  • Endereço: Avenida Hygino Muzzi Filho, 529 – Marília/SP

Com 11,4 mi de desempregados no Brasil, uma área sente falta de profissionais

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, há cerca de 11,4 milhões de desempregados no Brasil. As projeções apontam que o número deve subir para 14 milhões até o final do ano. Mesmo assim, a área de Tecnologia passa por um problema de escassez de profissionais.

Com projeção de 12% de desocupação para o fim do ano, um estudo da consultoria IDC Brasil divulgou que o setor de TI deve crescer 2,6%, o que comprova a boa fase do segmento. De acordo com um estudo da instituição Impacta, os salários para a área vão de R$ 3.100 até R$ 55.000.

O diretor da E-storage, Eduardo Guimarães, acredita que o mercado nunca esteve abaixo do que se espera e a tendência é um crescimento acelerado, pelo menos para o momento. E ele ainda vê dificuldades em contratar para a área.

“Nosso maior problema é fazer as pessoas compreenderem que o perfil do profissional não é o mesmo faz tempo, e que eles têm que se capacitar levando isso em consideração. Uma das profissões que mais cresce é o do gerente e coordenador de infraestrutura de TI e esse é um bom caminho para quem quer começar”, diz o executivo.

O cargo de coordenação é responsável por gestão, implantação, execução, fiscalização e transformação das soluções tecnológicas, liderando equipes, dimensionando resultados e buscando melhorias para o desenvolvimento do setor. Segundo a Impacta, os salários para quem o exerce vão de R$ 5.100 até R$ 10.000.

De acordo com o executivo da E-storage, há algumas características essenciais na busca por profissionais para exercer a função. “Esse cara deve ser estratégico, comunicativo e bastante corajoso para inovar sem medo de errar. Além disso, precisa ser um profissional paciente para redesenhar processos e reiniciar soluções quantas vezes for preciso até chegar ao resultado esperado”, comenta.

Quem executa a função é formado em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Tecnologia ou Sistemas da Informação. Guimarães ressalta que a “capacidade empreendedora” é diferencial.

Fonte: http://www.infomoney.com.br/carreira/emprego/noticia/5343433/com-desempregados-brasil-uma-area-sente-falta-profissionais

O Setor de TI torna-se estratégia da cidade para crescimento

Anuncio_ISS

Marília reduz ISS para as empresas de Tecnologia da Informação

Dia 16 de dezembro de 2015, o prefeito Vinicius Camarinha sancionou a lei de alteração do código tributário municipal de Marília, a qual obteve aprovação unânime pelos 13 Vereadores na Câmara Municipal. A lei entrará em vigor em 2016 e beneficiará todas as empresas do ramo da Tecnologia da Informação do município com a redução do ISSQN (imposto sobre serviço de qualquer natureza) de 5% para 2%.

IMG_7113

“Estamos na contramão do governo federal, que cria impostos, aqui nós os reduzimos, para incentivar nossas indústrias, não existe nada pior que o desemprego, que segura o crescimento de uma cidade e traz problemas para as famílias. A redução da carga tributária, prevista nesta lei que fora sancionada, vai estimular ainda mais a geração de empregos e de renda no nosso município, evitar a evasão fiscal e facilitar a instalação de novas empresas na cidade, além de colaborar para a criação do Parque Tecnológico”, comentou o prefeito Vinicius Camarinha.

A lei sancionada pelo chefe do Executivo foi aprovada por unanimidade na sessão ordinária de segunda-feira pelos vereadores. Entre as medidas adotadas para desburocratizar o Código Tributário do Município, o pacote vai permitir a redução da alíquota do ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) de 5% para 2% para os serviços de TI (Tecnologia da Informação) e também na área de transportes.

Representantes de diversas empresas de Tecnologia da Informação prestigiaram o ato do prefeito Vinicius e o presidente da Asserti (Associação das Empresas em Serviços da Tecnologia da Informação), Elvis Fusco elogiou a medida. “Essa era uma demanda da ASSERTI desde a sua criação e a aprovação deste benefício fiscal irá colocar a cidade de Marília no circuito dos municípios brasileiros com grandes atrativos para crescimento no setor de TI. Tenho certeza que irá atrair empresas que buscam esse modelo de gestão de Marília, que possui mão de obra qualificada, afinal, contamos com universidades voltadas para esse segmento. É um setor que, apesar da grave crise econômica, está em franca expansão no país”, disse Fusco, que ainda completou que hoje, Marília é uma referência na área tecnológica, com aproximadamente 100 empresas e 2.000 empregados.

IMG_7247

As novas alíquotas de ISSQN já foram aprovadas pela Câmara Municipal, na última segunda-feira, e entram em vigor no dia 1º de janeiro de 2016. “É um passo para um futuro promissor. Marília está promovendo um investimento para atrair empresas de um ninho fundamental e de grande rentabilidade. Ressalto também que em breve nossa cidade poderá contar com um Parque Tecnológico. Vimos aqui representantes dos mais variados setores e a soma de esforços ajudam na realização desses investimentos”, concluiu o presidente da Câmara Municipal, Herval Rosa Seabra.

A sanção da lei foi elogiada pelo diretor regional do Ciesp e industriário, Chikao Nishimura que destacou o comprometimento do prefeito Vinicius em preparar a cidade para o futuro. “Hoje é um dia para marcar a história de Marília, para o futuro da cidade, a área de TI é uma grande alavanca de crescimento de países de primeiro mundo. Acompanhamos aqui a união de segmentos para a construção do parque de conhecimento, com certeza Marília vai ser reconhecida no mundo inteiro. Internet é futuro e conexão com o mundo e o prefeito está de parabéns”.

“É um dos passos mais acertados desta administração, a lei vai beneficiar não só as empresas de TI, mas também algumas ligadas ao transporte e construção civil. O prefeito Vinicius, mesmo diante de toda a dificuldade econômica, teve a sensibilidade de elaborar essa lei e colocá-la em prática beneficiando toda a população”, disse o reitor do Univem, Luiz Carlos Macedo Soares.

 

Pacote viabiliza a criação do Parque Tecnológico

O secretário municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Cássio Luiz Pinto Júnior, ressalta que a redução dos impostos é mais um importante passo para viabilizar a instalação do Parque Tecnológico em Marília. “Esta nova alíquota é um dos critérios para se conseguir o credenciamento provisório do Parque Tecnológico. A sua instalação fará com que Marília, num raio de aproximadamente 200 km, seja um grande centro de desenvolvimento de TI, consolidando a cidade com uma visão administrativa moderna e inovadora. A prefeitura está de parabéns pela criação deste incentivo fiscal”, afirmou Cássio Pinto Júnior.

O secretário municipal de Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, lembrou ainda que existem muitos pontos favoráveis para a instalação do Parque Tecnológico em Marília. “Afinal, a cidade já conta uma incubadora, laboratório e o terreno já está disponível. Sem contar, o grande apoio das instituições de ensino para a sua efetivação”, disse.

Fonte: http://www.diariodemarilia.com.br/noticia/143428/sancionada-lei-que-reduz-impostos-fortalece-empresas-e-gera-empregos