Início > Ensino, Pesquisa > Alunos de Ciência da Computação do Univem conquistam bolsas de pesquisa e tecnologia

Alunos de Ciência da Computação do Univem conquistam bolsas de pesquisa e tecnologia

Quando um estudante de graduação conquista uma bolsa de estudos a comemoração é grande, mas é preciso ver o além do benefício financeiro. É por isso que o Univem participa de vários programas com órgãos de fomento que fornecem bolsas de incentivo às pesquisas de Iniciação Científica e Tecnológica aos alunos de graduação, que por sua vez aproveitam a oportunidade para obter experiência e convívio com a pesquisa.

Foi o caso de cinco alunos do curso de Ciência da Computação que receberam, no início de agosto, bolsas de estudos de instituições como Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo,  CNPq – órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia, PIBIC – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e PIBIT – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação.

“Mais do que o ganho econômico, as bolsas representam para os alunos um grande estímulo para o aprofundamento teórico sobre os temas estudados, construção de novos conhecimentos, aprimoramento da formação pessoal. Estudantes que usufruem bolsas de pesquisa amadurecem habilidades de estudos, pesquisas e produção científica, aumentando suas chances de sucesso na vida profissional”, enfatiza a Profª. Drª. Raquel Cristina Ferraroni Sanches, pró-reitora de Graduação do Univem.

Os alunos Fernando Yokota Marques e Helder Jefferson Ferreira da Luz, do terceiro ano de Ciência da Computação, que têm como orientador o Prof. Fábio Dacêncio Pereira, já trabalham em seus projetos apoiados pela Fapesp, um dos principais órgãos de fomento à pesquisa do país, o que incida que o projeto realizado tem qualidade. O trabalho de Fernando intitula-se “Projeto, desenvolvimento e análise de um dos algoritmos SHA-3 finalistas em smart cards” e tem como foco a integridade de uma informação na Internet.

Já a pesquisa de Helder – “Software de Análise de Vulnerabilidades em Java Web Applications” – também envolve a segurança na Internet. “Muitas vezes, os critérios tempo e custo são determinantes em um projeto, podendo fazer de requisitos não funcionais, como a segurança, um acessório”, pondera. O projeto propõe a criação de um software de análise de códigos fonte de aplicações WEB em Java, com o intuito de localizar pontos vulneráveis, notificar e apresentar soluções para o desenvolvedor.  

Válida por um ano, com possibilidade de prorrogação por igual período, a bolsa vai lhes garantir uma verba mensal para que possam se dedicar somente à pesquisa. Em contrapartida, terão que apresentar relatórios periódicos sobre o andamento do projeto.

PIBIC: estímulo à organização e disciplina

Cleverson Abreu Teotônio, do segundo ano de Ciência da Computação, obteve a bolsa do PIBIC. Ele desenvolve a pesquisa “Estudo de viabilidade de implementação do padrão H.264 em VHDL e FPGA”. “Devido à grande necessidade de melhorar as ferramentas de compressão, para atender a grande demanda por aparelhos multimídia, que alimentam a indústria de entretenimento mundial, o padrão H.264 vem, a cada dia, sendo mais utilizado, principalmente em projetos como da TV Digital”, destaca. Marinheiro de primeira viagem nos mares da pesquisa, Cleverson diz que a Iniciação Cientifica tem sido uma experiência ótima. “A rotina de estudos exigida pela bolsa estimula uma maior organização e disciplina. Além disso, aprendemos a gerar relatórios e artigos”, acrescenta.

Bolsas PIBIT ampliam rol de oportunidades

O Univem ingressou no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBIT) do CNPq recentemente, com direito a duas bolsas. Após processo de seleção organizado pelo Núcleo de Apoio à Pesquisa e Extensão (NAPEx), os contemplados foram os estudantes Rafael Vianna Sant’Ana e Fábio Rodrigues Jorge, ambos do curso de Ciência da Computação.

A pesquisa de Rafael intitula-se “Sistema de Informação Geográfica para geração de novos negócios: Desenvolvimento de rede social em Rich Internet Applications” e tem a orientação do Prof. Elvis Fusco. O aluno explica que, com a chegada de novas tecnologias, os mapas podem não ser somente representações de lugares, mas também fotos de satélites. “Com base nessa tecnologia, o projeto visa criar um ambiente informacional que permita a visualização comercial e econômica de Marília, por meio da integração entre informações oriundas de instituições que mantém os dados de estabelecimentos da cidade”, discorre.  O projeto inicial será aplicado em Marília, mas o software a ser desenvolvido poderá ser aproveitado em outras cidades.    

Contando com a orientação do Prof. Leonardo Castro Botega, a pesquisa de Fábio intitula-se “Desenvolvimento de Técnicas Computacionais de Realidade Aumentada em Interfaces Tangíveis”. “O objetivo geral do meu trabalho é adicionar técnicas de Realidade Aumentada como parte de um sistema tangível completo, integrando-se com outros módulos da interface e contribuindo para a execução do projeto como um todo”, prossegue.

Orgulhosos em serem os pioneiros das bolsas PIBIT no Univem, Fábio e Rafael consideram que terão mais estímulo ainda para a pesquisa. 

Tradição em Pesquisa

Desde 1999, o Univem vem promovendo seminários iniciação científica, passos importante para despontar potenciais pesquisadores e consolidar o ensino de qualidade que o tem caracterizado desde a sua criação. De lá para cá, multiplicaram-se os projetos, cresceu o número de alunos envolvidos e diversos trabalhos relevantes ganharam espaço na comunidade. O Prof. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação comemora: “Além do alto índice de empregabilidade dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação, essas ações possibilitam uma outra oportunidade para os egressos dos cursos que é a área de pesquisa e como um dos resultados dessas iniciativas, nos últimos anos os alunos formados no curso de Ciência da Computação têm ingressado nos melhores programas de mestrado e doutorado do país”. 

Resultados

A pesquisa demanda o investimento em infra-estrutura de laboratórios e equipamentos, suprida pelo UNIVEM, com isso o nível técnico e o aprofundamento dos projetos desenvolvidos atingem resultados respeitados não só na área acadêmica, mas também no mercado profissional. Artigos de alunos e professores dos cursos de Ciência da Computação são aprovados nos melhores eventos do país, sendo que parte deles em eventos internacionais de renome. Estes resultados refletem em diversas esferas do meio acadêmico-profissional. Como conseqüência nos dias 3, 4 e 5 de  novembro será realizado no UNIVEM, um dos maiores eventos nacionais envolvendo tecnologia open source aplicadas as empresas e áreas acadêmicas que terá apoio do CNPq e da Sociedade Brasileira da Computação (SBC).  Todos estão convidados a participar do CITOS 2010 – Congresso de Inovação com Tecnologias Open Source. Maiores informações em http://www.univem.edu.br/citos.

Fonte: Jornal da Manhã

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: