Arquivo

Archive for the ‘Ensino’ Category

Edição de junho/2016 do Jornal do Univem

O Jornal do Univem, edição de junho de 2016, está disponível no site do Univem, confira as matérias sobre os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação:

Caso você queira receber a versão impressa do Jornal do Univem envie um e-mail para: marketing@univem.edu.br.

Edição de março/2016 do Jornal do Univem

O Jornal da Fundação, edição de março de 2016, está disponível no site do Univem, confira as matérias sobre os cursos de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação:

Caso você queira receber a versão impressa do Jornal do Univem envie um e-mail para: marketing@univem.edu.br.

Matéria do Grupo de Estudos sobre Games do Univem

COMPSI – Computing and Information Systems Research Lab

Computing and Information Systems Research Lab – COMPSI, laboratório de inovação e pesquisa em Computação e Sistemas de Informação que congrega atividades ligadas à prática docente e discente dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Centro Universitário Eurípides de Marília.

Cobertura especial sobre a VIII Semana de Tecnologia da Informação

Assista abaixo a cobertura do Programa Visão de Mercado sobre a VIII Semana de Tecnologia da Informação, que aconteceu de 08 a 12 de setembro de 2015, evento organizado pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, em parceria com o COMPSI e a ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), contendo reportagens sobre:



Alunos de Computação do Univem vencem a fase regional da Maratona de Programação

Alunos do curso de Ciência da Computação do Univem venceram a fase regional da Maratona de Programação. A competição aconteceu no dia 12/09, em Marília nos laboratórios do Univem. Quatro times do Univem participaram, orientados pelo Prof. Rodolfo Barros Chiaramonte, coach dos alunos. O time campeão do Univem é formado pelos alunos do 3º ano, Cláudio Costa, Fernando Franco e Rafael Anselmo Cavalieri.

Equipe vencedora e professores do Univem

Equipe vencedora da Maratona de Programação e professores do Univem

Além dessa conquista, outro time formado por alunos do 2º ano de Ciência da Computação do Univem conquistou o 3º lugar, formado pelos alunos Frederico Soares da Silva, Marina dos Santos Beretta e Matheus Ferraroni Sanches. Participaram da fase regional em Marília, além do Univem, equipes da UNESP de Presidente Prudente e das FATEC de Lins e Garça.

A Maratona é destinada aos alunos dos cursos de graduação e início de pós-graduação na área de Computação e afins (Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Sistemas de Informação, Matemática, etc). “É uma honra e motivo de satisfação sediarmos o evento e termos os resultados dos nossos alunos, pois é um reconhecimento da qualidade e seriedade da nossa instituição”, destaca o professor Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem.

Promover a criatividade, capacidade de trabalho em equipe, busca de novas soluções de software e habilidades em resolver problemas sob pressão são os objetivos da competição. De ano para ano, a Maratona tem sido uma espécie de vitrine para que instituições e, principalmente, grandes empresas da área, valorizando os alunos que se destacam.

Equipes do Univem que participaram da Maratona de Programação

Equipes do Univem que participaram da Maratona de Programação

A organização da fase regional esteve sob responsabilidade do Computing and Information Systems Research Lab (COMPSI), núcleo de pesquisa e extensão ligado aos cursos de Ciência da Computaçãoe Sistemas de Informação do Univem. Todas as informações podem ser conferidas em https://www.univem.edu.br/compsi/maratona2015.

A coordenação dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação parabeniza todos os vencedores da competição, desejando muito sucesso em sua carreira acadêmica e profissional.

Vice-Governador recebe comitiva mariliense para credenciamento do Centro de Inovação Tecnológica de Marília

Entrega do requerimento de credenciamento do Centro de Inovação de Marília ao vice-governador do estado

Entrega do requerimento de credenciamento do Centro de Inovação de Marília ao vice-governador do estado

O vice-governador e também Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Márcio França, recebeu comitiva mariliense com o objetivo de protocolar documentos para futura solicitação do credenciamento do Parque Tecnológico de Marília.

A audiência contou com a presença do prefeito Vinicius Camarinha, do reitor do Univem, Luiz Carlos Macedo Soares, do presidente da Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação (ASSERTI), Prof. Dr. Elvis Fusco, do secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Cássio Luiz Pinto Junior, do coordenador de pesquisa e extensão do Univem, Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira e o chefe de gabinete Ivan Evangelista Junior.

Segundo o Prof. Dr. Elvis Fusco, que também é coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, o expediente protocolado contém uma série de documentos e dados históricos que mapeiam as ações já implementadas pela Prefeitura Municipal e parceiros, que permitem a solicitação do credenciamento do Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) à Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica – RPITEC e também a criação e credenciamento do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEc-Marília) à Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica – RPCITEC. Estes dois órgãos fazem parte do Sistema Paulista de Ambientes de Inovação.São pré-requisitos para a solicitação do credenciamento do Parque Tecnológico.

Reunião de autoridades de Marília com o vice-governador de SP

Reunião de autoridades de Marília com o vice-governador de SP

Os projetos foram elaborados pelos professores Elvis e Fábio, reunindo informações de qualificação da entidade gestora, da infra-estrutura, da caracterização dos empreendimentos e a justificativa do pleito e posicionam a Prefeitura Municipal e a Fundação de Ensino Eurípides Soares da Rocha, mantenedora do Univem como entidades gestoras dos empreendimentos, reforçando a importante parceria do Sebrae-SP, desde a inauguração do Centro Incubador de Empresas de Marília no ano de 2000.

Na importante reunião, além de entregar a documentação que é considerada pré-requisito, o prefeito Vinicius também confirmou a doação de uma área para a implantação do Parque Tecnológico, localizada no distrito de Lácio, oportunidade em que apresentou a planta do local que está destinado a construção do Parque Tecnológico, mais a certidão do cartório de registros de imóveis com desmembramento da área.

O secretário Márcio França solicitou a presença em seu gabinete da equipe técnica da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e pediu se faça breve avaliação dos projetos para agendar novo encontro e emitir um parecer oficial.

Vale ressaltar que com o credenciamento do CIEM e do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEc-Marília), a Prefeitura de Marília está apta a solicitar o credenciamento provisório do Parque Tecnológico de Marília.

Prefeito de Marília, Vinícius Camarinha; Vice-Governador de SP, Márcio França; Presidente da ASSERTI, Elvis Fusco

Prefeito de Marília, Vinícius Camarinha; Vice-Governador de SP, Márcio França; Presidente da ASSERTI, Elvis Fusco

Durante a audiência, as lideranças presentes destacaram a importância do segmento de Tecnologia da Informação para a economia de Marília e o crescimento desta área nos últimos 10 anos enfatizando o reconhecimento de diversos órgãos de imprensa como a Rede Globo, Rede Record e reportagem da Folha de SP que coloca a região de Marília como polo regional de Tecnologia da Informação com suas mais de 100 empresas nas áreas de software e infraestrutura de TI. Esse crescimento impulsionou a criação da ASSERTI e o desenvolvimento do Sistema Local de Inovação que possibilitou a solicitação do credenciamento do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEc-Marília). Essas ações e outros fatos desse processo foram apresentados em forma de uma linha de tempo para o vice-governador.

O reitor do Univem, Macedo Soares, destacou que a instituição que completou 48 anos neste mês de agosto, vem somando esforços com o prefeito municipal e a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento para dotar Marília de um moderno ambiente de inovação e inteligência a serviços das empresas aqui já instaladas e contribuindo para a atração de novos investidores.

No final do encontro o vice-governador Márcio França foi convidado pelo prefeito Vinícius para visitar oficialmente o município, bem como para ser o palestrante da abertura  do Seminário do Parque Tecnológico de Marília, previsto para 08 de setembro, evento conjunto com a VIII Semana de Tecnologia da Informação promovido anualmente pelos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem.

TimeLine - Sistema Local de Inovação de Marília

Pesquisa da UFRGS mapeia software educacional livre

Iniciativa é inédita e destinada a professores da Educação Básica.
Softwares podem ser pesquisados conforme nível de escolaridade dos estudantes - Foto: Thiago Cruz Softwares podem ser pesquisados conforme nível de escolaridade dos estudantes – Foto: Thiago Cruz

Um projeto da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul disponibiliza à comunidade o resultado de um trabalho de coleta e sistematização de dados de mais de 300 programas destinados ao ensino. A ideia é a de que professores da Educação Básica acessem a Tabela Dinâmica Software Educacional Livre, online, e consultem os programas que podem ser empregados em sala de aula, para aprendizagem de diversas matérias, como Biologia, Física, Geografia, Matemática, Química, entre outras.

A iniciativa é coordenada pelo professor Paulo Francisco Slomp, que explica que a ferramenta está organizada para que os usuários possam encontrar facilmente o que necessitam. “A tabela está configurada para que seja exibido o ordenamento alfabético das áreas do conhecimento. Assim, professores de uma determinada disciplina poderão facilmente visualizar o objeto de seu interesse através da diferenciação das áreas através de cores”, completa. Além disso, os interessados também podem reordenar os dados conforme a faixa etária dos alunos, de acordo com o nível de ensino – Educação Infantil, Anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Superior.

Todos as ferramentas mapeadas pelo projeto são do tipo software livre, que tem como característica fundamental o fato de a licença disponibilizar o código fonte para que possa ser modificado pelos usuários. “Assim, o conhecimento utilizado para produzir o programa se torna público, o pensamento e o raciocínio utilizados em sua produção passam a fazer parte do acervo de conhecimentos da humanidade”, ressalta Slomp. Outra vantagem é que 99% softwares de código aberto são gratuitos, o que também contribui para a democratização desses recursos.

Colaboração social

Para possibilitar a colaboração direta da comunidade, a Tabela Dinâmica Software Educacional Livre tem uma versão wiki na web. Deste modo, qualquer usuário que queira contribuir com o projeto pode adicionar novos programas à lista sem necessidade de pedir autorização aos idealizadores. “Professores, alunos e demais internautas podem consultar as informações disponibilizadas na tabela e podem também alterar seu conteúdo sem a necessidade de solicitar permissão, corrigindo diretamente eventuais erros e imprecisões e adicionando conteúdo”, ressalta o pesquisador.

Outras línguas

Para expandir o trabalho a comunidades de outros países, versões da tabela em outras línguas estão sendo disponibilizadas. Acesse em inglês, em espanhol, em francês, em italiano e em alemão.

Palestra de lançamento

O lançamento do projeto será realizado em palestra nesta quinta-feira, 5 de fevereiro, às 18h30min, na Faculdade de Educação, sala 101 (térreo). O evento é gratuito e aberto ao público, sem necessidade de inscrições prévias. A tabela dinâmica é parte integrante do projeto Software Educacional Livre na Wikipédia e foi realizado com o apoio dos editais 18 e 19 da Secretaria de Educação a Distância SEAD/UFRGS.

Categorias:Ensino Tags:

Edição de agosto/2014 do Jornal do Univem

VII Semana de Tecnologia da Informação